ÚLTIMAS

O Vinho e a Saúde

Para que o vinho possa exercer uma ação benéfica sobre o organismo humano, deve ser bebido em doses moderadas. Não existe um consenso em relação à quantidade que pode ser consumida diariamente, mas a maior parte dos estudiosos considera razoável a dosagem de 1 grama de álcool por quilo corpóreo. Isso significa quase 1 litro de vinho por dia se o vinho tem 10 graus alcoólicos; ou uma garrafa que se trata de um vinho de 13 graus GL, para uma pessoa de 70 kg.

Por questões genéticas, certos indivíduos produzem maior quantidade de enzimas que combatem a ação do álcool. Pessoas mais acostumadas a beber são resistentes ao álcool. Bebendo-se lentamente, o álcool é melhor tolerado. Bebendo-se durante as refeições, o organismo tolera melhor os efeitos do álcool. Indivíduos com atividade sedentária são mais suscetíveis à ação do álcool.

Bebido em quantidades moderadas, o vinho aumenta o apetite, favorece as funções digestivas e exerce um efeito sedativo ou antidepressivo. Possui ainda ação vasodilatadora, diurética, e hematoprotetora. Aumenta a resistência capilar e tem um efeito antivirotico. Protege contra a arteriosclerose e incrementa a produção de colesterol HDL. É um estimulante respiratório, e benéfico para as coronárias.

Os vinhos brancos são mais apropriados para pessoas de pressão baixa e calmas; por sua vez, os tintos favorecem pessoas de pressão alta e mais agitados.

Os diabéticos podem consumir vinho normalmente, desde que secos. Alias, para essas pessoas o álcool do vinho é muito útil, seja como fornecedor de calorias – que o diabético não pode buscar no açúcar –, seja porque sua necessidade calórica e satisfeita sem que tenha que recorrer à insulina. Pode-se acrescentar ao vinho, graças ao álcool que contem, exerce uma ação hipoglicemisante, isto é, faz baixar o conteúdo de açucares no sangue.

É aconselhável consumir vinho aos poucos, desde a infância. Pode-se iniciar dos 7-8 anos adicionado-se à água uma quantidade mínima de vinho, com o objetivo de ir preparando psicologicamente a criança.

Entre 12-16 anos, pode-se aumentar a dose até dois dedos de vinho por copo de água. Até os 18 anos, admite-se uma mistura de 50% de água no vinho. Até os 20, são permitidos dois copos de vinho por dia. E a partir dos 21, vale a dose diária de 1 grama de álcool por cada quilo de peso corpóreo.



 

1/2 Almadén Cabernet
Preço:
consulte


Saiba mais
1/2 Convento da Vila
Preço:
consulte


Saiba mais
1/2 Aurora Cabernet Sauvignon Varietal
Preço:
consulte


Saiba mais
1/2 Grão Vasco
Preço:
consulte


Saiba mais
1/2 Casillero Del Diablo
Preço:
consulte


Saiba mais
CAMARÃO À MODA DA CASA
A proximidade à costa proporcionou aos Portugueses a criação de diversos pratos com frutos do mar, e dessa culinária tão rica em temperos e sabrores trouxemos esse prato. Curiosidades LEONARDO DA VINCINo século XIV e XV, ele possuía um restaurante, no qual foi inventado o Cardápio, pois ...
Saiba mais

Acompanhamento,
sugestões de vinho:

- Intermares